sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Conversando com um Psiquiatra...

- Meu amigo, essa anomalia é mais comum do que as pessoas imaginam...

- Você pode escolher perfeitamente os seus objetivos na vida, assim como também “matar” àqueles que você não deseja...

- Porém, todos aqueles que estiverem – realmente – em seu coração, quando você decidir matá-los, deve se lembrar que, mesmo mortos, você não conseguirá tirá-los de dentro de você...

- No começo você não irá perceber nada de anormal... Mas, com o tempo, esses desejos mortos começam a apodrecer e junto com eles, você também...

- No começo, você tenta resistir, lutar contra a terrível depressão que se forma...

- Depois de algum tempo e com a ajuda de medicamentos, você procura enganar-se a si mesmo numa tentativa alucinante de manter-se vivo...

- E por último, para aqueles que aprendem a conviver com essa situação, tem que fazer uso de poderosos medicamentos para manterem-se pelo menos vivos...

O Resumo da Ópera:
Depois dessa conversa, pense bem antes de matar qualquer coisa que esteja em seu coração.

m trozidio